Ir para o conteúdo
RECEBA DICAS DE SAÚDE E ALIMENTAÇÃO NO SEU E-MAIL!

8 Dicas para Uma Alimentação Saudável

8 Dicas para Uma Alimentação Saudável

Nas últimas décadas houve um aumento significativo do número de pessoas com sobrepeso e obesidade tanto no Brasil como no mundo todo. Esse aumento de peso se dá por diversas questões, e a mais importante delas é a alimentação. O sobrepeso e obesidade trazem diversas doenças crônicas e cardíacas, diabetes, entre outras. Por esses e outros motivos, ter uma alimentação saudável é importante e é um assunto que é amplamente discutido.
Atualmente com a correria do dia-a-dia temos a impressão de que nos esquecemos da importância de uma alimentação saudável e balanceada. Comer bem é assunto sério, a nossa alimentação influencia diretamente em nossa vida, desde como nos sentimos, nas relações com outras pessoas e até em nosso trabalho. Veja as 08 DICAS PARA MANTER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Aproveite a leitura!

Imagem relacionada

01. Prefira Alimentos Frescos, Alimentos In Natura ou Minimamente Processados

A base para uma alimentação saudável e balanceada. Alimentos de origem animal são fontes de proteínas e vitaminas, já os vegetais e legumes são ricos em fibras e nutrientes e geralmente são menos calóricos. O ideal é combinar ambos para conseguir ingerir todas as vitaminas e nutrientes que o nosso organismo precisa. Opte por: verduras e legumes crus, raízes, grãos, frutas, oleaginosas, carnes magras. Por que utilizar alimentos frescos? Os alimentos in natura são fontes ricas em vitaminas, minerais e nutrientes, por isso devem ser consumidos diariamente, para manter o equilíbrio dos nutrientes ingeridos procure utilizar uma maior variedade destes alimentos.
Consumindo alimentos frescos você está cuidando da sua saúde a longo prazo, sabemos que algumas doenças levam alguns anos para surgirem os primeiros sintomas. A vitamina D, por exemplo, ajuda a evitar anemias, contribui para o fortalecimento dos ossos, além de prevenir diversos tipos de câncer. Já a vitamina A favorece o fortalecimento do sistema imunológico e também ajuda a proteger a nossa pele. E a vitamina E é conhecida por seu alto poder antioxidante.

02. Use Óleo, Sal, Açúcar e Gorduras com Moderação

Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias. O consumo excessivo de óleos, gorduras, sal e açúcar são prejudiciais à saúde, estão ligados diretamente ao aparecimento de doenças cardíacas e crônicas, hipertensão, diabetes e obesidade. O óleo, gorduras, sal e açúcar já são utilizados há muitas décadas na culinária, algumas vezes o seu consumo passa despercebido, pois já estamos acostumados a utilizar um ou outro no preparo das refeições. Contudo, você pode reduzir as pitadas de sal, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a quantidade aceitável de sal adicionado aos alimentos é de 3g. É importante saber que o sal ajuda a manter o equilíbrio entre os fluidos do organismo e ajuda a realizar a transmissão de impulsos nervosos. Porém o excesso eleva a pressão sanguínea e desregula a tireoide.
o açúcar, a recomendação de consumo segundo a OMS é de até 10% das calorias na dieta. O principal benefício do açúcar é que ele estimula a produção de serotonina, responsável pela sensação temporária de prazer, no cérebro. Porém, o seu excesso sobrecarrega o pâncreas, aumenta os níveis de triglicerídeos e também está ligada a obesidade e o aparecimento de cáries. Como o açúcar é absorvido pela corrente sanguínea, a sensação de prazer e bem-estar que ele proporciona, surge e desaparece rapidamente.
Com óleos e gorduras o recomendado é utilizar o mínimo possível, alguns óleos passam por processos de refinamentos e acabam perdendo os seus benefícios. A gordura e banha podem ser utilizadas para a cocção, desde que em pequenas quantidades. A dica é optar por assar os alimentos ao invés de fritá-los, substitua o sal por temperos naturais como: alecrim, orégano, alho, coentro, cebola e salsinha.

03. Coma Regularmente

O ser humano é social e estar rodeado de pessoas já faz parte da nossa história, durante as refeições não poderia ser diferente, comer é um ato social e estar em companhia contribui para uma refeição mais tranquila e desenvolve a relação entre as pessoas, seja com a família, amigos, ou colegas de trabalho. O funcionamento do nosso organismo e o processo de digestão são complexos, recomenda-se realizar as refeições em horários semelhantes todos os dias. O ambiente onde a refeição é feita influencia em nossa digestão, prefira locais limpos, confortáveis e tranquilos.
O nosso cotidiano é marcado por muitas atividades e a impressão de que precisamos de mais horas no dia, compartilhar as tarefas domésticas com toda a família, incluindo homens, mulheres, crianças e adolescentes, principalmente no preparo das refeições e outras tarefas domésticas são essenciais para que a carga não pese sobre um dos membros da família. Compartilhar as tarefas domésticas, realizar refeições na companhia de toda a família ajuda a aproximar todos os membros e aprofundar os laços.

04. Compre em Locais que Ofereçam Variedades

É possível encontrar uma grande variedade de alimentos ultra processados e processados em grandes redes de supermercado, até mesmo em farmácias, postos de gasolina, terminais rodoviários, e outros locais onde não era comum a comercialização de alimentos. Como foi dito nas dicas anteriores, para evitar comprar estes tipos de alimentos, prefira supermercados menores e/ou hortifrútis, sacolões e varejões.
Outra providência que você pode tomar é levar uma lista pronta, assim você evita a tentação das grandes promoções. Outra dica para ajudar a economizar na hora de comprar as frutas, verduras e legumes é preferir os que estão em alta na estação, pois com a safra maior o preço é reduzido. Lembre-se, quanto menor o número de intermediários entre o agricultor e você, menor será o preço.

05. Valorize o Ato de Cozinhar

Cozinhar é estar em contato direto com os alimentos, essa habilidade pode ser desenvolvida e melhorada com o passar dos anos. Por isso é importante passá-las para crianças e adolescentes. Ensinar crianças e adolescentes a selecionar, preparar, temperar e cozinhar os alimentos ajuda no desenvolvimento de habilidades motoras e também no aprendizado cognitivo.
Cozinhar também pode ajudar a relaxar e aliviar a sua mente das tensões do dia a dia, por isso pode ser terapêutico. Você ainda economiza comprando os ingredientes e sabe exatamente o que está no seu prato. Caso você não saiba cozinhar, pergunte a pessoas que saibam cozinhar, leia livros, teste receitas ou faça cursos, o importante é começar a cozinhar!

06. Organize um Cardápio para a Semana

Pode parecer um ato simples, mas não se engane ele é bem importante. Organizar os alimentos que estarão no seu armário é uma forma de controlar o que você e sua família estão comendo, além de ajudar nos gastos. Como já foi dito na dica 5, a companhia de familiares e amigos é importante na hora de comer, pensando nessa linha, juntar a família para planejar o cardápio daquela semana também é um ato de fortalecer os laços.
Organize o armário e a geladeira, deixe as crianças ajudarem neste processo, quanto mais contato elas tiverem com os alimentos, mais elas vão conseguir entender a importância da alimentação.

07. Dê Preferencia para Locais com Comidas Feitas na Hora

Atualmente comer fora é bem comum, existem diversas opções para todos os gostos e preços, desde grandes redes de fast food até restaurantes mais simples. Tenha em mente que você já tem o seu cardápio da semana, caso não consiga evitar em comer fora, dê preferência para restaurantes por quilo, nestes locais, geralmente os alimentos são preparados na hora.
Se tiver alguma dúvida sobre a manipulação ou origem dos alimentos não custa nada perguntar ao gerente. Levando em consideração o que foi dito nas dicas anteriores, as redes de fast food não são adequados para ter uma refeição tranquila, além disso, os alimentos que são utilizados na preparação são em sua maioria ultra processados e possuem poucos nutrientes.

08. Seja Crítico

É comum ver publicidade de alimentos ultra processados em anúncios comercias em diversos veículos e frequentemente há informações incorretas, pois as empresas desejam vender cada vez mais para um número maior de pessoas. O público alvo desses anúncios é em maior parte as crianças e jovens, diariamente expostos a muitas estratégias de venda, como brindes, amostras, ofertas, promoções, embalagens chamativas e atraentes, etc.
O que é mostrado nas publicidades, normalmente passam a imagem e informações erradas, como foi falado anteriormente, alimentos ultra processados são ricos em gorduras e pobres em nutrientes, mas o que se vê nos comerciais são pessoas fortes e saudáveis, dessa maneira se faz acreditar em um estilo de vida saudável proposto que não é real baseado em uma alimentação com alimentos ultra processados.
É importante questionar as publicidades e informar as crianças a sua volta dos riscos destes alimentos. Atualmente com a internet é muito fácil buscar as informações necessárias para criticar e questionar alguns produtos e marcas. Tenha a mente aberta e procure diversas fontes.

Você pode inserir estas dicas aos poucos em sua vida, que em pouco tempo passam a ser mais uma tarefa diária. Cuidar da saúde é importante e mais ainda é prevenir, com uma alimentação correta e hábitos saudáveis é possível levar uma vida tranquila. Podemos perceber que não é difícil adaptar estas dicas no seu cotidiano, são passos simples, mas com certeza farão uma grande diferença em sua saúde e futuro da sua família.

Recomendados para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares