Óleo de Coco: Vilão ou Mocinho?

Postado em: Cuidados com a Saúde Saúde e Bem estar - 31/05/2017

Ouça o texto:

Neste texto vamos descobrir, afinal: o óleo de coco é vilão ou mocinho.

Atualmente o óleo de coco tem sido radicalizado, antes era mocinho e agora virou vilão. Mas será que é vilão mesmo?

Vamos explicar melhor esta história, mas já podemos adiantar que o óleo de coco precisa ser utilizado com moderação.

Cerca de 87% do seu óleo contém gorduras saturadas. No entanto as gorduras do óleo de coco são facilmente digeridas pelo corpo, o que evita que sejam estocadas como gordura localizada.

Em um estudo realizado na Universidade do Canadá, separaram-se dois grupos de homens, onde o primeiro grupo consumiu azeite de oliva e o segundo grupo consumiu o óleo de coco. Aqueles que fizeram o consumo do óleo de coco perderam mais gordura corporal do que aqueles que tomaram azeite de oliva.

O óleo de coco também aumenta muito mais o gasto calórico, comparado a outros óleos. Mas para que o óleo de coco seja mocinho, vale o bom senso, pois o excesso também traz problemas, como o aumento de calorias e ganho de peso.

Sabendo consumir o óleo de coco, conforme é indicado pelo nutricionista, você emagrecerá com qualidade de vida e de forma saudável.

Recomendados para você