Qual é o prato ideal para o jantar?

Postado em: Dicas da Nutri - 19/07/2019

Jantar ou não jantar, eis a questão. Afinal, como deve ser um jantar ideal? Não existe um padrão, já que as refeições devem seguir o perfil de cada pessoa, mas todas as refeições devem seguir a linha do equilíbrio, tanto da qualidade quanto da quantidade. Há quem diga que jantar engorda, mas não é bem assim que funciona: não jantar pode inclusive fazer você ganhar peso com mais facilidade.

Jantar é importante: uma refeição bem elaborada pode contribuir com seu sono e no metabolismo e garante uma menor probabilidade de ganhar peso, já que é menos provável que quem jante bem ataque a geladeira na madrugada ou acorde com fome e coma qualquer coisa pela manhã.

Para você que se preocupa com a saúde e entende que o jantar é tão importante quanto as demais refeições, aqui estão algumas sugestões para encaixar em sua rotina alimentar:

Horário

Ainda que você seja uma pessoa atarefada, ter um planejamento alimentar é indispensável. Gerir sua agenda requer disciplina. Busque jantar pelo menos 3 a 5 horas antes de dormir: o metabolismo vai desacelerando e se preparando para o precioso sono, algo essencial para o bom funcionamento do organismo e saúde geral. Ainda que tenha o costume de dormir tarde, tente jantar até 21h. Se sentir fome, coma um pequeno lanche na ceia.

Evite

O jantar tem seus benefícios, o que não significa que pode comer de tudo. É importante evitar alimentos gordurosos e mais calóricos, como frituras e fast-food ou alguma comida que você sabe que pesa no estômago e causa desconfortos.

Montando o prato

Se você costuma preparar uma refeição tradicional, então reserve a metade do prato para uma porção generosa de legumes e verduras e a outra parte divida com um carboidrato e uma proteína.

Sugestões:

  1. Omelete de espinafre e quinoa com salada de mix de folhas, cenoura ralada e tomate;
  2. Purê de batata-doce com carne moída ou frango desfiado e salada de rúcula, rabanete e abobrinha com orégano;
  3. Sopa de legumes (abobrinha, acelga, cenoura, inhame, vagem) com músculo sem osso e sálvia;
  4. Espaguete de abobrinha ou pupunha com almôndegas de proteína de soja ao molho, mix de folhas e manjericão;
  5. Filé de peixe grelhado com tomilho, quiabo ao vapor e salada de beterraba ralada com cebola e salsinha;
  6. Abobrinha recheada com ricota ou carne moída, salada de tomate, acelga e cenoura ralada e salsinha;
  7. Panqueca integral com frango desfiado e cogumelos, salada de brócolis, rabanete e palmito;

Lanches

Quem disse que o jantar não pode ser um lanche? Aliás, muitas combinações podem ser tão nutritivas quanto um prato tradicional com arroz e feijão, mas não fique achando que isso inclui aqueles sanduíches calóricos recheados de molhos e outras “gordices”.

Sugestões:

  1. Sanduíche de atum com alface, tomate, cenoura ralada e cebola;
  2. Pizza de couve-flor e aveia com molho caseiro, frango desfiado, queijo, tomate e manjericão;
  3. Wrap integral com pasta de ricota, abacate, tomate e páprica;
  4. Quibe assado com recheio de ricota e brócolis;
  5. Hambúrguer artesanal com salada de alface-americana, tomate e cebola;
  6. Quiche de legumes com massa de grão-de-bico e linhaça.

Bebidas

Evite café, refrigerante, bebidas alcoólicas ou açucaradas, como sucos de pacotinho ou caixinha. Dê preferência para sucos como maracujá, limão, mamão, melão e preferencialmente sem açúcar.

Agora é só se programar e dedicar um tempinho para preparar e experimentar algumas dessas sugestões, que podem servir como um delicioso jantar e ainda contribuir com sua saúde!

Recomendados para você