Como o ômega 3 e o magnésio podem ajudar no combate ao diabetes

Postado em: Cuidados com a Saúde - 02/09/2019

Suplementação com estes produtos naturais ajuda a enfrentar os sintomas e controlar doença  

Dados de diversas instituições de saúde mostram que a diabetes é uma doença que tem afetado cada vez mais pessoas no mundo todo. O número crescente de casos é preocupante, pois entre as complicações graves que a diabetes pode causar, variando de acordo com estágio da doença, tratamento adequado e estilo de vida, estão a cegueira, doenças coronarianas, falência renal, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC) e amputação de membros.

Além de uma vida saudável, com uma alimentação balanceada e exercícios físicos, a diabetes também pode ser combatida e prevenida através do uso de alguns produtos naturais. É o caso do magnésio e do ômega 3.

Magnésio

O magnésio é um mineral essencial para o corpo humano e pode ser absorvido rapidamente. É responsável por mais de 300 reações químicas no organismo. Entre os seus benefícios, estão inclusos a eliminação de resíduos e a depuração do sangue. Possui ainda propriedade anti-inflamatória, diminui os níveis do colesterol ruim, estimula a circulação adequada do sangue, ajuda a eliminar o ácido que se acumula nos rins, fortalece o sistema imunológico, combate as lesões musculares, câimbras, fadiga e o cansaço muscular.

Este mineral sofre alterações no metabolismo do diabético. Uma das associações é em relação ao aumento das concentrações de hemoglobina glicada, que, resumidamente, serve para verificar o consumo médio de açúcares dos últimos noventa dias.

A suplementação com magnésio pode contribuir na redução das concentrações plasmáticas de glicose em jejum, promove o relaxamento muscular, diminui a resistência à insulina, que resulta nas frequentes oscilações de açúcar no sangue, e ainda é uma grande aliada na transformação do excesso de glicose no sangue em glicogênio – uma fonte de energia rápida que fica armazenada principalmente no fígado e nos músculos.

Muitos diabéticos sofrem com a deficiência de vitaminas e minerais. Isso pode ocorrer em razão da redução na absorção intestinal, perda na urina ou até mesmo pela alimentação desequilibrada. Por isso, é fundamental seguir um plano alimentar que atenda as necessidade diárias de acordo com o perfil de cada um.

Ômega 3

O ômega 3 forma uma dupla perfeita com o magnésio. No caso do diabetes, esse ácido graxo essencial (que não é produzido pelo corpo e deve ser ingerido na alimentação ou suplementação) age aumentando os níveis de adiponectina, um hormônio que tem ligação com a sensibilidade à insulina, além de reduzir os riscos de doenças cardíacas, uma das complicações do diabetes.

O organismo do diabético geralmente é mais inflamado, sofre com os elevados níveis de estresse oxidativo. O ômega 3 é um poderoso anti-inflamatório natural que reduz os processos inflamatórios e melhora a sensibilidade à insulina. Isso facilita a entrada de nutrientes nas células e o consequente funcionamento adequado do organismo.

A suplementação de magnésio e ômega 3, em conjunto com hábitos saudáveis, é uma das formas de controlar o diabetes, mas é sempre importante salientar: não se esqueça de consultar seu médico para um diagnóstico adequado e um tratamento específico.

Recomendados para você